FAÇA SUSHI EM CASA - É MUITO BARATO E FÁCIL!!!

                       COMIDA JAPONESA EM CASA

Mês passado eu e a namorida inventamos de fazer sushi em casa. 

Eu como todo descendente de japonês, e que ainda por cima gosta de cozinhar, me sentia na obrigação de melhorar minhas experiências nessa culinária. 

Confesso, parecia muito difícil. As pessoas falavam sobre a temperatura das mãos, ponto do arroz, e muitos outros detalhes que me deixavam com medo, mas sinceramente, colocando a mão na massa, e do jeito certo, percebi que é mais fácil que tirar leite de caixinha. 

Como em todo preparo, o graaaaande segredo esta em ter os ingredientes corretos e de boa qualidade. 

Vamos começar pelo básico que é o arroz. 

Compramos arroz do tipo oriental mesmo. Não é caro. O saquinho com 1kg sai por mais ou menos 8 reais no Pão de Açúcar. 

Então, vamos para a nori, que é esta folha de algas. Pacotinho com 10 sai por 10 a 15 reais. 

E também o tempero pro arroz. Eca! Aqui você pode utilizar o vinagre de arroz com uma pitada de açúcar, ou mirim com uma pitadinha de açúcar, ou pode comprar o que eu comprei - 1 litro de tempero pronto para sushi, que custou uns 4,50 e tem o mesmo cheiro que eu odeiooooo de vinagre. 

Se você é como eu que odeiaaaa vinagre, não se preocupe com o sabor. Vai tãoo pouquinho que você não sente, e é essencial. Mas na hora do preparo, confesso que pedi pra namorida temperar para evitar sentir aquele cheiro. 

O que você basicamente precisa para um bom sushi já esta pronto. Um opcional que pode te ajudar muito na montagem, é uma esteira de bambu, para auxiliar na hora de fazer o rolinho. Eu tenho e realmente ajuda, mas ja fiz sem ela também e o resultado foi tão bom quanto. 

Sobre o recheio, você deve fazer do que a sua imaginação mandar. E a unica dica que eu tenho, é ter em mente que seja qual for, compre bem pouco. Fazer sushi é uma coisa extremamente econômica sobre os recheios. Para um casal que come como ogros, como eu e a namorida, se fizermos sushi apenas de salmão, por exemplo, utilizamos apenas umas 100 a 150gr de peixe. 

Eu particularmente, acrescento cream cheese em todos, independente do recheio, mas não é necessário. 

Ja fiz de salmão cru, salmão grelhado, skin, kani, manga, atum, shimeji, e todos ficaram ótimos. 

Para o preparo do arroz, utilize 1 xícara de arroz, para 1 1/2 xícaras de água. Arroz beeem lavado. Junte tudo na panela sem tempero, e cozinhe até perceber que secou toda a água. Deixe descansar por 10 minutos, e tempere com 2 colheres de tempero (pronto ou vinagre com açúcar) para cada 1 xícara de arroz. Deixe esfriar na geladeira. 

Para a montagem, coloque a nori com o lado liso para baixo. 
Coloque o arroz, compactando-o bem fazendo uma fina camada de arroz (o arroz deve estar frio!), e coloque arroz por toda a nori, mas deixe uns 3 dedos sem arroz, no final dela. para o acabamento. 
Coloque o recheio em uma linha horizontal próxima do inicio da nori, enrole, e para colar as extremidades, pincele água, e está pronto!

PARÊNTESES: Eu sei que a grande maioria da população não liga, e até gosta de vinagre. E eu não sou o tipo fresco. Pelo contrário, como basicamente de tudo, mas não sei explicar. Vinagre é uma das unicas coisas no mundo que o meu organismo simplesmente rejeita só de sentir o cheiro. Vai ver é alguma intolerância mesmo. Sei que é raro, mas me alivia saber que não sou o único no mundo... Hehehe. 

Fica a dica:
Para cortar seu rolo de sushi com maior facilidade, utilize uma ótima faca, e molhe a lâmina a cada corte. Finalize com gergelim preto por cima, e tenha em mãos para a hora de servir, shoyo e teriyaki! Quer caprichar muito? Deixe para a hora de servir, um pouco de Wasabi! Mas só para quem gosta! ;)

O SEGREDO DO MEU EMAGRECIMENTO COMENDO DE TUDO ESTÁ NOS RESTOS

COUPLE BEAUTIFUL

Bom, quem me conhece, sabe que nunca fui do tipo obesidade mórbida. 

A questão sempre foram aqueles quilinhos a mais que sempre vem e vão (muitas vezes nem todos que vieram, se vão...), e especialmente em épocas festivas como final de ano, junte as férias com as festas e aí está a receita perfeita para quilos e quilos alojados especialmente em nossa cintura. 

Dizer que a melhor dica para o emagrecimento é uma dieta saudável e exercícios físicos. Essa dica é tão inútil e redundante quanto te mandar procurar um nutricionista e uma academia ou esporte. 

Cá entre nós, nada contra os nutricionistas e nutrólogos... Mas você realmente precisa ir a um nutricionista para ouvir que deve evitar carnes gordas, frituras, que deve comer em menor quantidade, variedade de cores, e comer a cada 2 ou 3 horas? Isso o universo inteirooo ja sabe. E ouvir de um nutricionista hoje em dia, já não tem mais o efeito psicológico que tinha antigamente. 

Mesma coisa dizer que você precisa praticar atividades físicas... Isso sabemos desde nossos primeiros minutos de vida, mas nem por isso, colocamos nossa vontade em prática. 

Lá no fundo, todos sabemos o que nos engorda, o que deveríamos comer para não acumular gorduras, e que deveriamos nos movimentar mais. 

Mas sobre os exercícios, algumas pessoas simplesmente não gostam, ou não tem tempo (paciência) para praticar, e sobre a dieta saudável, não venham me dizer que uma saladinha é mais saborosa que uma feijoada, e tem pessoas que simplesmente não conseguem viver mais de um dia, se privando do prazer de degustar uma comida gostosa. 

Mesmo assim, apos o final do ano ganhei facilmente 4 a 5 quilos, e precisei de janeiro e fevereiro inteiros para desapegar. 

Sou desses que não pratica exercícios regularmente, e não deixam de lado o prazer de uma comida saborosa mesmo que não seja a mais saudável. 

E então, qual o meu segredo?

Na verdade, o meu método foi unir uma teoria (comer em menor quantidade) a um hábito (deixar restos).

Para conseguir colocar isso em prática, precisei de algumas outras coisas, como comer em casa ou no trabalho sempre que posso, e evitar comer em restaurantes. Isso pelo simples fato de me acostumar com a louça que utilizo. 

Calma, vou explicar melhor... 

Comendo sempre nos mesmos pratos, acabei me acostumando em colocar (e comer) aquela quantidade todos os dias. 

O truque está exatamente aqui. 

Todos os dias do período em que estou querendo perder aqueles quilinhos extras, coloco no meu prato a mesma quantidade de comida de todos os dias. Nem mais nem menos. Mas me contenho e como apenas a metade, ou dois terços. 

Ahhh mas isso é um desperdício!!! Diriam. 

Simm, mas comer além do necessário também não é?

Simplesmente colocar menos comida no prato, muitas vezes não é a solução para algumas pessoas, que não se satisfazem e muitas vezes acabam repetindo a refeição, e mesmo que seu segundo prato seja "só mais um pouquinho", acaba sendo mais do que o ideal. 

A ideia é que colocando a comida na mesma quantidade de sempre, você vai estabelecer um limite (eu geralmente como tudo isso, e hoje devo comer menos).

Psicologicamente, funciona pois você entende que perder peso significa comer menos, e terá um parâmetro exato de quantidade. 

Fisicamente funciona pois seu corpo estará habituado a trabalhar com toooda aquela comida. E ingerindo menos, seu corpo passará a queimar as reservas de gordura!

Mas quer saber? 

Tudo o que eu tentei te explicar até aqui são só palavras e teorias. 

Só posso te prometer que tudo o que eu disse aqui é saudável e sem contra indicações, então fica aqui a minha ultima dica:

Teste essa dieta por uns 10 dias, fielmente, e me conte o resultado!!!

Você irá se surpreender!

Fica a dica:

Comer o arroz e feijão é indispensável, mas na hora de deixar aquele restinho no prato, não pense duas vezes se tiver que escolher o que deixar. Frituras a arroz branco devem ser ingeridos na menor quantidade possível, então, logo deverão ser os seus campeões ao eleger aquele alimento para não comer tudo. ;)

FILÉ DE SALMÃO ASSADO PRONTO EM 25 MINUTOS

PHOTO ART FISH

No início deste mês, compramos um filé inteiro de salmão congelado. 

Comprar peixe congelado não é nada do que eu pretendia. Sinceramente não gosto e sempre evito, porque sempre achei que o sabor não ficava tão bom e não compensava o desconto, mas desta vez o valor estava realmente bom e resolvi aproveitar. 

Deixei no freezer, mas quando quis prepará-lo, deixei ele nas partes mais baixas da geladeira por cerca de 12 horas até ele descongelar .

Aqui agora a preguiça falou alto.

Tentei seguir a receita que meu pai sempre fazia, que levava limão, sal, e alho espremido na hora, mas optei por cebola e salsa desidratados, e um pouco de sal, limão e azeite. 

Vale lembrar também que o filé que eu estava utilizando já estava sem todas as espinhas, mas ainda estava com a pele, coisa que não abro mão. 

Em uma assadeira anti aderente, coloquei o filé com a pele para baixo, já temperado, e reguei com mais um fio de azeite e um pouquinho de alecrim. E sóóóó!!!

Pra falar a verdade, neste processo eu levei no máximo 1 ou 2 minutos. 

Forno médio-alto, sem alumínio por cima, por 25 minutos e está pronto o salmão mais fácil e muito saboroso!

Se o seu filé for muito grosso, mantenha o forno médio-alto por 25 minutos e acrescente mais 5 minutos em forno alto no finalzinho. 

Fica a dica:
Sirva com salada, arroz, ou até uma massa, mas não esqueça de sempre deixar a mesa um molho a mais. Algumas pessoas como eu gostam de sentir o sabor do peixe e o tempero suave, mas outras já preferem comer o salmão com algum molho, então fica como dica um molho de maracujá, molho de vinho, ou se a preguiça for mesmo muito grande, só um shoyo já resolve. ;)

MASSA DE PIZZA COM APENAS 2 INGREDIENTES SAUDAVEL RAPIDA E PRATICA

CULINARIA GOURMET RAPIDO PRATICO


Testei essa massa de pizza, e fica perfeita!

Ela até leva um tanto de farinha de trigo, mas só de pensar que não iremos adicionar ovos e leite já da aquela aliviada na consciência. 

Sobre o recheio, vou deixar para a imaginação de cada um!

  • 1 xícara de farinha de trigo com fermento
  • 1 xícara de iogurte tipo grego, ou natural integral
  • E um pouco mais de farinha para untar a forma
  1. Em um bowl, misture os dois ingredientes até formarem uma bola.
  2. Passe a massa para uma superfície plana já enfarinhada para dar uma leve sovada. 
  3. Sove por 5 a 8 minutos, e nem precisa deixar descansar. Forme o disco já em uma forma enfarinhada (se você montar ela fora da forma, pode não conseguir transferir mais tarde), e acrescente a cobertura que preferir. 
Fica a dica:
Para uma massa mais crocante, evite colocar molho em excesso. 
Uma erva (tempero) indispensável para a sua pizza ter cheiro de pizza é o orégano. Seco ou fresco, ele não pode faltar! ;) 

VOCE CONHECE OS DIFERENTES TIPOS DE BACON?

FOOD LOVE COMFORT

*Fonte: A postagem de hoje é um oferecimento do blog http://menudobacon.blogspot.com.br.

Falar sobre isso é interessante, não só apenas por ser sobre um produto delicioso e que eu adoro, mas também porque vamos cutucar algumas receitas tradicionais do preparo do Bacon. 

Diferente do que sugere as piadas alá Marcos Mion, onde o bacon seria o bumbum, a grande maioria das pessoas sabem que o bacon é na verdade um corte especial da barriga suína, posteriormente curada e então defumada. 

Na verdade, o bacon mais nobre, é de uma área especial da barriga, mas atualmente se faz bacon de toda a barriga, também chamada de pancetta, além de outros cortes também. 

Mas as grandes diferenças entre os tipos de bacon, é que hoje em dia, se esqueceu um pouco de se fazer bacon apenas com estes corte, e passou-se a considerar que bacon pode ser qualquer outra parte semelhante do porco, desde que se faça o mesmo processo de cura e defumação. 

Pra ser sincero, os diferentes cortes até tem um sabor que se assemelha, mas suas texturas e indicações são completamente únicos. 

Vamos começar pelo mais tradicional. 

O Bacon de Barriga
Este é o tipo de bacon mais tradicional. Feito idealmente por partes iguais de carne e gordura, incluindo gordura marmorizada na carne, e couro (este, dispensável). A ideia de se fazer bacon com outras partes do porco é aproveitar outras partes não tão nobres, e também oferecer um produto semelhante, mas teoricamente mais light. 


O Bacon de Paleta
Geralmente um bacon de espessura mais fina, não possui o tradicional couro, e não tem um custo tão elevado como o bacon de lombo, e também tem um ótimo sabor, textura, e quantidade ideal de gordura, na minha opinião. 

O Bacon de Lombo
Este é um bacon mais phyno. 
Geralmente tem apenas de 5 a 10% de quantidade de gordura, que inclusive não é marmorizada. 
O sabor deste bacon se assemelha ao original, e é uma boa opção light da iguaria, mas na minha opinião, resulta em um bacon mais duro, e mais ressecado. 
Ah, e o preço dele é bem acimado comum. 

Fica a dica:

Bacon é sempre Bacon, e como sempre soubemos, ele é rico em gordura, e eleva nossas taxas de colesterol, e como recentemente ficamos sabendo, eleva também sua predisposição para desenvolvimento de câncer. Mas vem cá... O ar da cidade grande dá câncer, o cigarro, o álcool, e até verduras e legumes podem conter produtos que aumentam sua predisposição pro câncer, entre outras coisas, então bora lá comer o bacon com gosto e sem culpa. Só não precisa ser todo dia, ok?

ESPECIAL 2 INGREDIENTES: TRUFA LIGHT RAPIDA PRATICA E DELICIOSA

RAPIDA PRATICA DOCE SOBREMESA

E seguindo a linha do Especial 2 Ingredientes, vamos para a dica das trufas light, porém muito saborosas, alem de extremamente rapidas e praticas de se fazer. 

Ingredientes:
1 Embalagem cheia de Cream Cheese (aquela mais comum mesmo).
200 a 250gr de Chocolate (eu utilizaria um meio amargo, ou de 60% cacau, para cima). 

Modo de preparo:
Comece amassando o seu cream cheese, e enquanto isso, derreta metade do seu chocolate. 
Para derreter o chocolate, uma boa dica é levar ao microondas já picado por 2 minutos, e então em intervalos de 30 em 30 segundos, até que esteja totalmente derretido. 

Adicione o seu chocolate ao cream cheese e misture muito bem. 

Neste ponto você pode manter a receita com 2 ingredientes e ir para o próximo passo ou tentar a sorte incluindo outros ingredientes e desafiando sua imaginação. 
Agora com o auxílio de uma ou duas colheres, ou um boleador (sim, porque na mão é praticamente impossível), fracione em pequenas bolinhas e coloque em pequenas forminhas, que pode também ser aquela forma de bombom comum, mas selada com manteiga, ou qualquer forma forrada com papel manteiga e por segurança, untada com mais manteiga. 
Refrigere por pelo menos 1 hora, até que fiquem bem firmes. 
Derreta a outra metade do chocolate. 
Passe suas trufas já firmes, pelo chocolate derretido, para formar aquela casquinha deliciosa, e volte ao refrigerador por pelo menos 2 horas. 
Parece um longo processo, mas na verdade só leva o tempo de refrigerar para pegar consistencia, porque de trabalho manual mesmo, é extremamente rapido e pratico. 

Fica a dica:
Se você utilizar um bom cream cheese e chocolates com alto teor de cacau, sua receita vai ser super light, daquelas para comer sem culpa. Mas nada que te impeça de acrescentar por exemplo, doce de leite ou alguma essência ou licor. A medida para isso eu deixo a seu critério! ;)

SORVETE CASEIRO SAUDAVEL RAPIDO E MUITO PRATICO COM APENAS 1 INGREDIENTE!

RAPIDO PRATICO SOBREMESA CASEIRA

Que sorvete é uma delícia, e dependeeendo do tipo do sorvete, é até saudável, todos já sabemos. 

Hoje em dia existem aquelas marcas boas, que já fazem sorvete com até 70% de leite, o que é ótimo, mas ainda vale lembrar que os outros 30% ainda são gordura e açúcares que não fazem bem. 

E se eu te disser, que você pode fazer sorvete com a partir de 1 único ingrediente, extremamente saudável, no conforto do seu lar, com utensílios que você facilmente terá, e praticamente sem nenhum trabalho? 


E se eu te disser que de quebra, com essa receita deliciosa, você ainda vai economizar uma grana não só por ter um sorvete muito mais barato, mas por evitar o desperdício de alimentos da sua casa?


Vamos deixar de introdução e vamos ao ponto. Ou melhor, ao sorvete!

Pessoal, qualquer fruta, com aquela consistência mais cremosa quando amassamos, tipo banana, mamão, abacate, e até manga, pêssego... 

Todas essas resultam num incrível sorvete muito simples. 

Na verdade, tudo o que você tem a fazer é cortar a fruta em cubos médios, e colocar pra congelar. 

Assim que já estiverem bem congeladas, é só processar no processador, ou até mesmo no liquidificador, e servir logo em seguida, ou voltar para o freezer e servir quando você preferir!!!

A consistência fica como daqueles sorvetes de massa, ou de pote, ou de leite, depende da sua região o modo como você chama, mas já deu pra ter uma ideia, certo?

E você pode fazer com desde uma única fruta, ou até com a mistura que você achar mais bacana!

Este final de semana, eu testei com 4 bananas e meio papaya. E de quebra ainda acrescentei no processamento um pouco de mel pra deixar ainda mais docinho. Ainda mais atrativo para os pequenos!


E na hora de servir, ainda servi com granola, pra dar uma textura crocante deliciosa!


Sobre o sabor? Ahhh... Te digo que o sabor das frutas é muito mais presente e marcante do que em qualquer outro sorvete industrializado. 


Me arrisco a dizer que depois de testar, você dificilmente vai voltar a comprar sorvete industrializado para a sua casa!


Fica a dica:
O mel, ou qualquer outro tipo de adoçante, mesmo o açúcar, é dispensável se você estiver trabalhando com uma fruta madura, docinha. Mas já com frutas não tão doces, ai sim, um pouco de mel ou qualquer outro irá cair muito bem. 


Experimente o de manga! Também fica delicioso!



E quer um desafio? Que tal um falso sorvete de chocolate?

Basta você utilizar meio abacate com umas 4 ou 5 colheres de cacau em pó, e um pouco de açúcar, que eu sugiro o mascavo. O sabor do abacate some completamente, e fica um sorvete de chocolate dos mais cremosos e deliciosos que você já provou! Que tal? ;)

BROWNIE COM COBERTURA DE BACON CARAMELIZADO - RAPIDO E MUITO PRATICO


Fico com água na boca toda vez que vejo essa foto, só imaginando o sabor.

A dica dessa receita, eu descobri surfando nos sites de culinária da gringa. E o resultado é realmente tão incrível quanto dá pra imaginar pela foto. 

E o melhor, é o que o modo de preparo é surpreendentemente fácil, simples, rápido, e com ingredientes bem acessíveis. 

Vamos lá!

INGREDIENTes

1 Caixa de 
Betty Crocker™ - Mistura pronta para brownie de chocolate (Dr. Oetker também serve!)
1/2 
Xícara de bacon em cubos finos, já fritos e sequinhos, crocantes. 
3 Colheres de sopa de
 bourbon (ou algum licor de sua preferencia)
1/4 Xícara de
 bourbon (ou algum licor de sua preferencia)

Modo de preparo

  • Preaqueça o seu forno, de acordo com as instruções da embalagem do brownie. 
  • Faça as misturas de acordo com as instruções da embalagem do brownie.
  • Deixe o bacon caramelizar nas 3 colheres de sopa de bourbon.
  • Coloque seu brownie pra assar, sempre seguindo as instruções do fabricante.
  • Retire o brownie do forno, e imediatamente, espalhe sobre ele 1/4 de xícara de bourbon, e por cima, o bacon caramelizado. Leve para o refrigerador. E então quando ele já estiver resfriado, corte em pedaços e sirva para que apreciem sem moderação. 
Essa receita é incrivelmente simples, e prática. Dá pra fazer sem nem prestar atenção. 

Sobre as calorias e valores nutricionais... Bem... Estamos falando de Bacon, caramelo, chocolate, então acho deselegante e uma falta de educação falar disso perto de ingredientes tão sagrados. Praticamente heresia. 

Fica a dica:
A receita indica servir já resfriado, mas se o caramelo estiver já morno, a ponto de não queimar a boca de ninguém, sirva ainda quente, talvez até com uma porção de sorvete! Eu até prefiro assim. ;)

COMO REAPROVEITAR SOBRA DE QUEIJOS


Quem nunca comprou aqueles queijos mais caros diferenciados, fez aquela noite especial, e ficou com as sobras sem sentido para o dia seguinte?

Muitas vezes você não quer petiscar novamente nas próximas noites, e é claro que você não vai jogar estes queijos no lixo, certo?

Então segue abaixo, algumas dicas bem descoladas para você aproveitar estas sobras e criar pratos em grande estilo, mas com muito pouco trabalho. 

Risoto de Queijos
Aqui no blog, já oferecemos várias dicas de um Risoto Tradicional perfeito e muito prático, mas como o assunto é queijo, segue um link que já vai te deixar bem por dentro de como preparar um estiloso Risoto 3 Formaggio Rápido e Pratico
Claro que você não precisa utilizar os mesmos queijos que eu utilizei. Basta você tomar alguns cuidados na harmonização, como:
Se for utilizar algum queijo do tipo azul (Gorgonzola, Roquefort...), utilize apenas 1 em sua receita. Misturar queijos deste tipo pode deixar seu prato extremamente salgado, ou com sabor muito forte.
Utilize ao menos 1 tipo de queijo de consistência de fio, quando derretido, como uma mussarela, gouda... Essa característica de fios de queijo não pode faltar no seu risoto!
Evite queijos que não derretem de jeito nenhum, como ricota, porque pode ficar com uma textura estranha no seu prato. 
E por ultimo e não menos importante, tenha muita sensibilidade no sal, e deixe para corrigir apenas no ultimo segundo. Todos os queijos tem seu teor de sal, e em alguns, este teor é bem alto.

Purês
Essa talvez vai surpreender muita gente, mas queijos nos purês mais diversos são uma ótima dica para dar um up na sua receita, e afastar de vez o aspecto "comida de hospital". 
As dicas são: 
Purê de Abóbora Japonesa com Gorgonzola. Ou qualquer outro queijo tipo azul. Por o queijo ser bem salgado e de sabor forte, harmoniza muito bem com purês mais adocicados.
Purê de Batatas com Emental, ou pode ser a mussarela e semelhantes mesmo. Aqui o lance é manter a característica de um purê de sabor leve, porém oferecendo a ele uma textura incrível, além de ter um toque especial bem sutil no sabor, que também vai fazer toda a diferença.

Saladas

Sim... Mas aqui a política é um pouco mais restrita em relação ao sentido do prato. 
Você pode acrescentar todo e qualquer tipo de queijo a sua salada, desde uma mussarela, a um queijo tipo Cheddar, e eu te garanto que harmonizando bem o sal e as texturas, todos podem ficar muito bem no sabor, mas a salada é quase filosófica. Ela vem com um ideal...
Afinal, poucos comem salada porque amam, ou trocariam uma pizza por uma salada por puro prazer. 
A salada vem bem como uma entrada, para dar aquela forrada, ou para quem come até mais salada do que realmente precisaria, para trazer aquela saciedade durante a dieta. 
Em resumo, a filosofia da salada é ser leve e light, portanto, acrescentar um queijo muito gorduroso aqui, pode ficar fora de sintonia. 
A dica é você utilizar aqui os queijos mais leves, como o queijo de cabra, ricotas defumadas...

Fondue

Essa é até meio obvia, mas vamos levar em consideração que esta opção só vale para o inverno!
E aqui a dica é quase repetida. Evite queijos que não derretam, como a ricota, e utilize no máximo 1 tipo de queijo azul. A diferença aqui é que você não precisa se preocupar tanto em utilizar queijos que tragam a textura de fio, ou puxa puxa, porque se você está fazendo direito, vai utilizar uma massa de queijo fundido como base para o seu prato, e ele já vai trazer toda a textura característica do fondue. 

Molhos e Cremes
Aqui no blog, também já demos uma dica valiosíssima sobre como preparar seu Creme de Ricota Caseiro, e se a sua sobra for de ricota, mesmo que seja da temperada, talvez seja a dica perfeita. Mas se a sua ricota for do tipo defumada, ai aconselho a misturar com 1/2 parte de ricota fresca. 
Queijos também vão muito bem com Molho Branco, ou bechamel. Já ensinamos aqui como fazer também - Molho Branco ou Bechamel rápido, prático e perfeito!
Para o molho, doses de queijo mascarpone, ou cheddar também vão agregar muito valor ao seu preparo. E falando em cheddar... 
Tanto faz se você tem aquele cheddar mais fodão, que vem em pedaços, ou aquele mais baratinho quase fundido. Ambos ficam muito bem quando derretidos com um xablau sutil de leite para dar uma textura mais suave. São o perfeito acompanhamento para batatas fritas, ou qualquer outro petisco salgado mais consistente. 

Fica a dica:
Procure utilizar seus queijos sempre num prazo mínimo possível. 
Armazene-os envoltos sempre em plástico filme. 
Se a embalagem original do seu queijo já foi aberta, mantenha sempre na geladeira, seja qual for o tipo do queijo. 
A harmonização ideal para queijos, é com vinho tinto, ou cervejas com acidez mais acentuada, como as witbiers. ;)

RECEITA DE PÃO SEM GLUTEN SEM LACTOSE E SEM OVOS


Pessoal, esta receita/dica vem de uma outra blogueira (Flávia Machioni) que encontrei por acaso na internet, e vou deixar a fonte do site original no final desta postagem, caso fique alguma duvida.

Na receita original, assim como vou descrever aqui... Ela utilizou o Thermomix.

Óbvio, que dá pra fazer sem ele. Sem preguicinha hen! Afinal, o pão só fica light se você perder algumas calorias durante o preparo, combinado?

Esta receita vai especialmente para as pessoas com uma deficiência, chamadas celíacas, para pessoas com intolerância a lactose, para veganos, vegetarianos, e até para os modistas hehehe...

Ingredientes:1 xícara de água morna – aqueço 30 segundos no micro
1 colher de chá de açúcar demerara
1 colher de sopa de fermento biológico seco
1 e 1/2 xícara de farinha de arroz integral
1/4 xícara polvilho doce
1/4 xícara fécula de batata
1/2 colher de chá de goma xantana
1 colher de chá de sal
1/2 xícara de grão de bico cozido
1/4 xícara biomassa de banana verde amolecida
3 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem ou óleo de coco
3 colheres de chá de vinagre de maçã
Semente de linhaça para salpicar
Modo de preparo:Misture o fermento biológico seco e o açúcar demerara na água morna e mexa até que dissolva bem. Deixe em lugar quente para reagir por uns 15 minutos.
Enquanto isso, em um bowl, misture as farinhas, goma xantana e sal, com um fouet e reserve.
Na Thermomix, coloque o grão de bico cozido, a biomassa de banana verde e o azeite de oliva extra virgem e ajuste o tempo para 20 segundos, velocidade 5.
Acrescente à essa mistura a “esponja” que formou do fermento e ajuste o tempo para 15 segundos, velocidade 5.
Adicione a mistura de farinhas e ajuste o tempo para 2o segundos, velocidade 5.  A massa está quase pronta, apenas adicione o vinagre e ajuste para mais 5 segundos, velocidade 5.
Despeje a massa em fôrma untada com azeite de oliva e deixe descansar por uns 30 minutos em ambiente quente e úmido para crescer.
Asse em forno pré-aquecido a 180 graus por 40-50 minutos.
Essa receita fica ótima, e dá para congelar e ir comendo aos pouquinhos – assim você sempre vai ter pão fresquinho em casa!!
Fonte: Aqui!
Fica a dica:
Este pão não é exatamente light, e apenas apresenta uma alternativa para alguns ingredientes, portanto, não é para exatamente "comer sem culpa", ok?
E já dizia um sábio nutrólogo da namorida, o que engorda não é o leite do café da manhã, ou o pãozinho, mas sim os acompanhamentos, portanto, cuidado com os benditos acompanhamentos! ;)

LINGUIÇA CUIABANA - NÃO É DE CUIABÁ MAS É DELICIOSA


A linguiça Cuiabana não veio de Cuiabá, pelo contrário, ela é Paulista!!!

Essa linguiça, nasceu por um fazendeiro da cidade de Paulo de Faria - Interior de São Paulo, que se casou com uma senhora vinda da cidade de Cuiabá, e ambos, se mudaram para a cidade de Nova Granada - Interior de São Paulo, onde tinham uma padaria, e lá desenvolveram, ou aprimoraram uma receita desta senhora. 

Imediatamente, a linguiça foi um sucesso, mas ela era diferente das linguiças normais e precisava de um nome para identifica-la.

Ao perguntarem para a senhora, de onde veio essa receita, ela dizia que era a linguiça das cuiabanas. E logo ficou popularmente conhecida como Linguiça Cuiabana. 

Imagine uma linguiça muito bem temperada, recheada com leite e queijo, alem de outras ervas especiais?

Originalmente, as primeiras linguiças cuiabanas não tinham o queijo, e eram apenas produzidas com pequenos cortes de carne bovina de primeira, como alcatra e contra filé, mas logo tiveram a grande ideia de acrescentar o leite, o queijo, e inclusive em versões com carne de porco e de frango. 

Hoje em dia, na maioria dos bons açougues, essa linguiça é produzida na versão bovina com fraldinha, frango ou suína, e os queijos também variam entre o coalho, e o frescal. 

Mas se engana quem pensa que esse é um nome popular e qualquer um pode utilizar. 

O nome foi registrado pelos seus criadores, que por sinal, hoje em dia já não produzem mais a linguiça e estão descansando, mas continuam ganhando dinheiro com os royalties de grandes frigoríficos e seguem expressando que qualquer um que utilize o nome sem a devida permissão, está comercializando um nome ou marca ilegal. 

Bem, como sabem, eu e a namorida também somos do interior de SP, e desde crianças aprendemos a apreciar esta linguiça tão tradicional em nossos churrascos. Mas confesso que foi apenas depois de adulto, que fiquei sabendo sobre a curiosidade que a Cuiabana, não é de Cuiabá. 

Fica a dica:
Adivinha de onde veio a ideia de escrever este post? 
Sim, final de semana teve cuiabana em casa, mas sobrou, e agora a pouco no jantar, fui aquecer um gomo na frigideira. E claro, me arrisquei... 

Aqueci ela na frigideira dividida longitudinalmente em duas partes, e logo ao lado na mesma frigideira, uma banana bem madura. 

A banana deu uma bela caramelizada, e pegou todo o óleo que a cuiabana foi soltando. 
Agora imaginem todo o sabor condimentado da cuiabana, misturado a doçura da banana!!! 
Eu indico essa combinação perfeita! ;)

COMO DIMINUIR SEU COLESTEROL SEM DIETA E SEM REMÉDIOS



Quem acompanha nosso blog, já deve ter lido, mas só pra explicar... 

Não somos médicos, nutrólogos, nutricionistas, nem nada relacionado ao tema. 

O que acontece, é que desde que estamos juntos, em todos os hemogramas lá estava a taxa de colesterol total da bonita, sempre nas alturas. 

E o engraçado é que já não consumíamos nada frito, sempre optamos pelos alimentos integrais, e carnes gordurosas não entravam em casa. Era puramente uma tendência genética. 

As taxas dela eram mais ou menos as seguintes (não sei se os parâmetros são os mesmos em todos os lugares):
-Desejável - Abaixo de 200
-Limitrofe - Até 220
-Elevado - Acima de 240

O dela sempre deu acima do elevado. Mas não muito. O último chegou a dar 330.

Neste tempo, passamos por vários médicos, não exatamente para acompanhar isso, e o consenso entre todos era que não estava tão acima a ponto de necessitar de remédios, e ela deveria lutar contra isso apenas com alimentação e exercícios físicos. E alguns ainda arriscavam algumas dicas, como ingestão diária de aveia, berinjela e tal. 

Ah, sim, passamos também por gastros, e nutricionistas.

Estes eram mais rígidos quanto a estas dicas. Já iam pra cartilha mesmo, com as dietas restritivas, e a exigência de exercícios. 

Nada resolveu. 

Não que estas dietas e que exercícios realmente não resolvam, mas ter que seguir um cardápio praticamente fixo, e fazer exercícios não era algo que ela conseguia manter. Até conseguia seguir por alguns dias, mas ai chegava o final de semana, e daí pra frente já desencanava e mandava a dieta pra casa do baralho. 

E sobrepeso também não era problema. Ela sempre foi magra, na casa dos 63 aos 67kg, então estas dietas indicadas APENAS para a redução do colesterol, não apresentavam resultados rápidos e inspiradores, como você ver o seu peso diminuindo. Fazer exames para confirmar a eficácia é uma coisa que leva até meses, então de incentivo não tínhamos praticamente nenhum. 

Aí, num certo dia, ela resolveu buscar a ajuda de um Nutrólogo. E aqui se iniciou nossa salvação. 

Com 6 meses de RA (reeducação alimentar), ela conseguiu atingir o Colesterol Total de 197!!! Ou seja, abaixo do desejável!

Há aqueles que dizem que dieta e RA são a mesma coisa, e há aqueles que entendem a diferença. Mas mesmo assim, o sentido da RA é muito amplo. E pra ela precisava ser algo mais específico. 

Basicamente, a diferença entre eles, é que dieta, é composta por etapas, metas, e prazos, com inicio, meio e fim. Já a RA não, ela é pra vida toda. Claro, que no caso da namorida, com pequenos ajustes ao longo do caminho.

E onde está o milagre que ela não havia encontrado em outras RA? 

Aqui chegamos aos pontos de ouro!

Pra começar, o sujeito pediu alguns exames, e com eles em mãos, pegou uma folha de sulfite com um Xerox de uma RA completa. Tudo o que uma pessoa comum pode comer, e seus horários. Mas nada de cardápio. Eram apenas os grupos de alimentos, e em cima disso, você estava liberado para comer o que estava afim. 

Aí veio aquela decepção de debutante apaixonada, tipo: "Ah você diz isso pra todas!".

Mas em cima disso, ele veio como um guarda de trânsito, com uma caneta riscando vários itens. 

Entre eles, algumas surpresas que com o tempo, descobrimos que eram os grandes vilões do problema dela. Tais como: Leite bovino e seus derivados (mesmo desnatado), e proteína animal (carnes) com exceção do peixe e do ovo. Ah, e também o adoçante. 

Bom, as carnes e o leite, dá até pra deduzir, apesar de surpreendente no caso do leite desnatado. Mas e o adoçante? Bem, segundo ele, é proibido, e no lugar dele, utilizara açúcar mascavo. O adoçante não engorda, mas aumenta a retenção de gordura. Quem diria!!!???

3 meses de acompanhamento passados, e ele perguntou a ela como estava seguindo as indicações, e quais eram suas "escapolidas". Ela confessou que sentia falta do frango. 

De fato, peito de frango era tão tradicional como arroz e feijão lá em casa. Ela adorava!

E ele então, disse que iria liberar que ela comesse carnes 1 vez por semana, mas que o bendito frango estava proibido. Que comece vaca, e porco, além do peixe, mas que jamais o frango. Nem mesmo o peito!

Buscando mais informações, o que acontece é que o frango, além de contar com aqueles hormônios de crescimento que todos já sabem que têm, e fazem mal para nós, o frango ainda tem a gordura de pior densidade em nosso organismo. A mais difícil de se dissolver e ser eliminada, ou queimada. 

Mais 3 meses se passaram, 6 no total, e agora é que chegamos a aquele numero que eu falei. 197, menos que o desejável nos parâmetros do laboratório!

Tem também aquela contagem de HDL, que é o colesterol bom. Este nunca foi problema também, e seu nivel sempre esteve além do desejável. 

Resumindo... 

Restringir a proteína animal e escapar apenas 1 vez na semana (menos frango!). 
Cortar o adoçante, e preferir o açúcar mascavo.
Comer de 3 em 3 horas. 
Nas refeições (lanche) da tarde e noite, frutas sempre cítricas. 
Carboidratos integrais no almoço a vontade, sem limites, mas a noite, proibido.
Cereais diversificados e castanhas a vontade. 

Este foi o milagre!

O resultado têm sido tão legal, que até aquelas 3x de exercício por semana ela tem feito. Não ama! Mas faz. Está até tentando me acompanhar na corrida!

Neste período, contamos também com a ajuda de uma nutricionista, medindo outros parâmetros físicos como peso, diâmetros e índices corporais diversos. A cada 15 dias. Nos primeiros, não fomos tão bem, mas nos últimos, sucesso!

Se alguém ficou curioso e quiser saber mais detalhes, ou a indicação dos profissionais, deixem um comentário que eu repasso com o maior prazer!


Fica a dica:

Este post é apenas um case de sucesso, com algumas curiosidades, e não deve ser seguido como parâmetro para todos com, ou sem problemas. Procure sempre um profissional! Mas fique por dentro e discuta com eles estas informações! ;)


ALMONDEGAS DE RICOTA COM ESPINAFRE



Que tal as almondegas mais lights que você já comeu na sua vida???

Almondegas macias, gostosas, saborosas, e saudáveis? 
Sim.. essas são!

É... decepciona na primeira garfada, aqueles que esperam aquele sabor de carne suculenta... da aquele choque, mas logo você se sente novamente no limbo do prazer com o sabor dessa versão mais light das bolotas italianas. 

Confesso que a receita que vou descrever não é exatamente a da foto. 
Senti que algumas coisas poderiam melhorar, então a receita que segue já seria um upgrade, ou uma versão 2.0 melhorada, do que já ficou deliciosamente gostoso, como vocês podem ver na foto.

Pra não fugir da proposta, servimos com talharim de abobrinha, que nada mais é do que a abobrinha passada pelo descascador de legumes, e refogada no azeite com temperos básicos, e molho pronto com um pouco mais de cebola bem picada, e uns tomates picados, só pra ficar com mais sabor, e mais rústico, sabe?! 


Ingredientes:
500gr de Ricota fresca.
300gr de Espinafre bem picado
2 ovos
Aveia em farinha ou em farelo. 
Temperos a gosto. 


Modo de Preparo:
Processe ou amasse toda a ricota, e acrescente o espinafre ja cozido, e muito bem escorrido, picadinho. 
Acrescente também todos os demais ingredientes, menos a aveia. 
A aveia vai ser a responsável por dar uma liga melhor para sua almondega. O ovo já dá uma liga em tudo, mas a aveia vai garantir que ela não desmanche durante o preparo. 
Misture tudo, por aproximadamente uns 3 a 5 minutos, e então comece a acrescentar a aveia até obter uma massa mais densa.
Molde suas almondegas.
Duas coisas que eu não fiz, mas poderia fazer, é acrescentar na massa algum tipo de queijo que derreta, ou mesmo como recheio, e também poderia empanar com ovo e farinha de rosca, ou melhor ainda, ovo e chia. Daria aquele aspecto marrom mais escurinho sabe? Tipooo uma fritura. 
Grelhe as almondegas em um fio de azeite até dourar, e depois mais 15 minutinhos de forno.

E estão prontas as almondegas mais lights que você ja comeu na sua vida!!!


Fica a dica: 
A ricota pode deixar o prato um pouco arenoso, portanto, dê preferencia para preparar estas almondegas acompanhando pratos com molho!
E como tempero, saia do básico para o prato ter mais vida! Quem sabe cúrcuma, curry, páprica....  ;)


AIOLI CASEIRO COM ERVAS FINAS EM 2 MINUTOS


Para começar, você precisa saber a diferença entre uma Maionese e um Aióli. 

Basicamente, são bem parecidos, e o que os diferencia, é a presença de alho no Aióli, e a substituição do óleo na Maionese, pelo azeite no Aióli. 
Seria o que chamam de "Maionese de Alho", #sóquenão!... Aióle é mais leve e saudável. 

O modo de preparo, segue o mesmo para o Aióli ou para uma Maionese, então se você só tiver os ingredientes para uma maionese, bora lá que também vai dar certo. 

Ingredientes:
1 Dente de alho - Assim fica presente mas suave. Com 2 já fica com gosto de patê de alho. 
2 Gemas de Ovo. 
Suco de 1/2 limão. 
Sal.
Pimenta.
Ervas finas.
Azeite extra virgem. 


Modo de Preparo:
Cuidado!

O modo de preparo utiliza uma técnica chamada Emulsão, que nada mais é que uma reação química que faz os líquidos dos ingredientes, emulsificarem e se tornarem muito mais consistentes. 

Para isso, você precisa ter #feeling e ser paciente. Mas longe disso ser um processo difícil. 

Primeiro, em um liquidificador, acrescente as gemas, o sal, as ervas, a pimenta, e o suco do limão.

Sobre as ervas, eu utilizei manjericão e hortelã colhidos da minha micro horta na hora. 

Bata em velocidade baixa, por 4 a 5 segundos, e comece a acrescentar o azente em um fio fino. 

Vá observando desde o início a consistência.. Lá em casa, com um fio fino, utilizei 500ml de Azeite e mais ou menos uns 40 a 45 segundos para emulsificar completamente. 

Ao final, acerte o sal se necessário, e raspas de limão siciliano se quiser deixar seu molho mais tropical. 

Assim que ficar pronto, leve a geladeira, e mantenha sempre gelado. 

Com uma boa conservação, seu molho dura até 2 dias!

Combina perfeitamente com um hamburguer gourmet (Sugestão: O que já ensinei de fraldinha com bacon), com uma salada, ou até mesmo em outros preparos. 

Fica a dica:
Puts.. Você errou alguma coisa e ficou líquido???

Se você por alguma razão não conseguir emulsificar seu Aióli de primeira (como já aconteceu comigo), não vá acrescentando muito Azeite que não resolve. 
Pare tudo, despeje a "caca" em outro recipiente, e no liquidificador vazio, bata 1 gema por 5 segundos com sal, pimenta, limão, e vá acrescentando o Azeite aos poucos, tudo de novo. Se você fez tudo certinho, pode confiar que vai dar certo. Aí, quando emulsificar, você pode ir acrescentando de volta, por um fio fino, a mistura que você estragou e ficou de lado. ;)
Scroll to top