UM POUCO SOBRE OS AUTORES DESTE BLOG


Estava refletindo e percebi que uma característica interessante dos blogs mais atuais, é que eles se enquadram em um novo segmento chamado "Ego Blogs". 

São mais interpessoais, coisa que o TecnologiaeCozinha já é, mas acho que nenhuma vez, ou quase nunca postei uma foto minha aqui. E com certeza o mesmo serve para a Ariadne (a namorida), que começou a escrever aqui recentemente. 

Para compensar então, prometo ser mais atencioso com esta parte, e já vamos tirar o atraso com uma foto nossa da semana passada. Saindo do forno!



Pessoal, dia 26 de Agosto foi o meu Aniversário. 
29 anos vividos como num passeio em uma montanha russa. Emoções sempre a flor da pele e muita garra de seguir em frente.

Para os próximos, muitos projetos. 

Esta comemoração, decidi por fazer algo mais intimista.
Não bateu a depre, nem nada, mas penso em fazer uma festa bacana no próximo ano para coroar os 30, então, este ano digamos que eu quis "poupar minhas energias".

Mas a Ariadne não deixou por menos e me proporcionou uma noite mais que incrível.

Como bom descendente de Oriental, ela sabia que não iria errar se pudesse oferecer um bom cardápio inspirado na terra do sol nascente, e me levou em um novo restaurante da cidade, que eu sinceramente indico a todos!

Bonsai Sushi Lounge - http://www.bonsaisushilounge.com.br/


O restaurante é incrível como vocês podem ver pelo layout da frente. 

E o que eles servem por dentro é ainda mais top.
Porções gourmet no rodízio, o que é pratico para quem quer experimentar de tudo, e todos os pratos são deliciosos. 

E de agora em diante, prometo deixar este blog com "mais cara de blog" e menos cara de WikiTips. 

Se você curtiu, tem alguma dica ou pedido, deixe nos comentários!

E siga-nos no Facebook, Instagram... 


TOP 10 - CERVEJAS BELGAS - POR QUEM ENTENDE DO ASSUNTO


Se você for um apreciador ou pelo menos um estudioso do assunto Cerveja, deve concordar que entre as melhores, podemos encontrar as Belgas, Alemãs, e as Trapistas (Bélgica / Holanda / Áustria e EUA). 

Há os patriotas e alguns ignorantes, que acham que só porque o Brasil consome Pilsen a rodo, e está vivendo essa bolha gourmetizadora das cervejas artesanais, já tornou-se um país produtor de qualidade TOP. Mas não é bem por ai... Ainda temos muito o que evoluir. 


Mas também não é péssimo. 
Até mesmo em função do nosso clima, e costumes, a cerveja sempre nos caiu bem, e agora (recentemente), descobrimos que cerveja é muito mais do que Brahma, Skol e Antartica... Já valorizamos as cervejarias artesanais... E há até aquela minoria crescente que me agrada muito, que tem como lema: "Beber menos, beber melhor".


Beber menos? Por que?

Porque SIM, Zéquinha. 
Você já sabe que cada 5g de álcool, traz consigo uma caloria lascada, que nem importa quanto exatamente se você entender que é muito mesmo! Tipo... 1 Copo de chopp - 400cal sem exagero!

Você já sabe que excesso de álcool ao longo da vida traz danos à sua saúde. Seu fígado que o diga. 
Você já sabe, inclusive, que bêbados até são felizes, mas só "adubam a vida" (fazem merda).

E que pra finalizar, uma ressaca física até passa, mas uma moral pode ficar pra sempre.

Beber melhor? Por que?
Cervejas "baratas", já não são mais produzidas como as de antigamente. Seu processo é altamente industrializado, levando zilhares de químicos em sua produção, além de ser estruturalmente "água de milho lavado". 


Cervejas artesanais, fomentam cervejarias artesanais. Isso pulveriza o mercado, e faz de você um cidadão ativamente melhor para a economia do seu país.
Cervejas artesanais são muito diferentes entre si, mesmo em um segmento semelhante, e você vai querer naturalmente, provar diferentes tipos, rótulos, e harmonizações, visto sua vasta variedade em todos os sentidos, e isso vai enriquecer sua degustação. 

Cervejas artesanais geralmente são mais caras, de maioria com sabores mais fortes do que aquelas mais baratas de mercado, e isso fatalmente te fará beber menos, evitando todos os por quês questionados acima. 


Com isso tudo, acredito sinceramente, que iremos melhorar a qualidade da nossa cerveja, chegando até aos padrões internacionais, porém, árduamente e lentamente. E não é por falta de interesse ou competência. 
Cervejarias artesanais sofrem, e muito, com as altas cargas tributárias no nosso lindo país, que prevalece os grandes em detrimento dos pequenos. Portanto... Paciência...


Agora... Na minhaaaaaaaaaaaa modestíssima opinião, e falando num sentido mais amplo... Costumo achar as Bélgas ainda a frente de todas as demais, exceto das Trapistas, que ficam alí rótulo a rótulo disputando o 1º lugar. 
Belgas e Trapistas ainda mantém suas essências, suas tradições, sem deixar de evoluir e criar produtos cada vez, de maior qualidade. 

Pensando nisso... Segue abaixo, um ranking feito pela audiência entendedora e apreciadora ( www.ratebeer.com ) listando apenas as melhores Belgas, em suas opiniões. 

NAMESCORECOUNTSTYLE
1Westvleteren 12 (XII)   4.443290Abt/Quadrupel
2Rochefort Trappistes 10   4.304608Abt/Quadrupel
3Westvleteren Extra 8   4.221821Belgian Strong Ale
4Struise Pannepot   4.201920Belgian Strong Ale
5Cantillon Blåbær Lambik   4.16545Lambic Style - Fruit
63 Fonteinen Hommage    4.15510Lambic Style - Fruit
7St. Bernardus Abt 12   4.153939Abt/Quadrupel
8Struise Pannepot Reserva   4.14937Belgian Strong Ale
9Struise Black Albert   4.111421Imperial Stout
103 Fonteinen Oude Geuze Vintage (all from 2002-*)   4.11485Lambic Style - Gueuze
11Cantillon Lou Pepe Pure Kriek   4.10881Lambic Style - Fruit
12Struise Black Damnation V - Double Black   4.10285Imperial Stout
13Cantillon Soleil de Minuit   4.09101Lambic Style - Fruit
14Struise Cuvée Delphine   4.09640Imperial Stout
15Cantillon Cuvée Florian   4.08128Lambic Style - Fruit
163 Fonteinen Schaerbeekse Kriek   4.08745Lambic Style - Fruit
17Struise Pannepot Grand Reserva    4.08835Belgian Strong Ale
18Rochefort Trappistes 8   4.083264Belgian Strong Ale
19Rodenbach Caractère Rouge   4.06514Sour Red/Brown
203 Fonteinen Oude Geuze Golden Blend   4.06468Lambic Style - Gueuze
21Abbaye des Rocs Brune   4.041415Belgian Strong Ale
22De Dolle Oerbier Special Reserva   4.041052Sour Red/Brown
23Struise Black Damnation I - Black Berry Albert   4.04198Imperial Stout
24Cantillon Lou Pepe Framboise   4.03718Lambic Style - Fruit
25Struise Black Damnation II - Mocha Bomb   4.02470Imperial Stout
26Girardin Gueuze Black Label   4.021251Lambic Style - Gueuze
27Struise Black Damnation IV - Coffee Club   4.02398Imperial Stout
28Cantillon Fou’ Foune    4.01949Lambic Style - Fruit
29Cantillon Saint Lamvinus   4.01919Lambic Style - Fruit
30Cantillon Kriekenlambik   4.01143Lambic Style - Fruit
31Gouden Carolus Cuvee Van De Keizer Blauw/Blue   4.001587Belgian Strong Ale
32Oude Quetsche Tilquin à l’Ancienne    4.00391Lambic Style - Fruit
33Chimay Bleue (Blue) / Grande Réserve   4.004303Belgian Strong Ale
34Bush de Nuits (Scaldis Prestige de Nuits)   4.00318Belgian Strong Ale
35Abbaye des Rocs Grand Cru   3.991212Belgian Strong Ale
36Struise Black Damnation III - Black Mes   3.99433Imperial Stout
373 Fonteinen Oude Geuze   3.981484Lambic Style - Gueuze
38Cantillon 50°N-4°E   3.98439Lambic Style - Gueuze
39Cantillon Mamouche    3.98525Lambic Style - Fruit
40Oude (Gueuze Tilquin)² à l’Ancienne    3.97118Lambic Style - Gueuze
41Cantillon Lou Pepe Gueuze   3.96615Lambic Style - Gueuze
423 Fonteinen Intense Red Oude Kriek   3.96400Lambic Style - Fruit
43De Cam Oude Kriek   3.95333Lambic Style - Fruit
44Cantillon Cuvée des Champions   3.94786Lambic Style - Gueuze
45Bush Prestige (Scaldis Prestige)   3.94546Belgian Strong Ale
46Rodenbach Vintage   3.94698Sour Red/Brown
47Achel Extra Bruin (de 3 Wijzen)   3.93676Abt/Quadrupel
48De Dolle Stille Nacht   3.931550Belgian Strong Ale
49Struise Pannepøt - Old Monk’s Ale - Pannepeut   3.931003Belgian Strong Ale
50Struise Aardmonnik / Earthmonk   3.93590Sour Red/Brown
Fica a dica:
Eu ainda iria além!.... Para mim essa lista tem um sabor especial. Eu diria... "50 cervejas para provar antes de morrer!"
Quer outra dica? Quando for degustar um rótulo bem bacana... Esqueça o lance de harmonização. 
Harmonizar é importantíssimo, mas se alimente bem com o que quiser, beba o que quiser, e descanse por uma meia hora... E então, deguste-a sem a menor interferência de outros sabores. Se concentre apenas nela, sem esquecer do seu aroma, contragosto, e o que mais acompanhá-la. ;)

KARAVELLE, MAREDSOUS E ST. GALLEN - QUAL A MELHOR?



No final de semana.. Teve.

Resenha sobre a degustação???
Vou ficar sinceramente... Devendo.
Posso dizer resumidamente que todas são muito boas... mas que os detalhes eu não estava em condições de detalhar.

Sobre o que lembro...

St Gallen Weissbier - Uma cerveja tipo weiss equilibrada, porém mais suave do que a maioria, mas ainda assim com texturas fiéis ao tipo. Sabor agradável para qualquer paladar, mesmo os femininos.

Maredsous - Uma cerveja com um custo benefício muito bom, apesar de ser muito pequena. Seu sabor muito agradável, extremamente equilibrada, e de importação incomum, faz deste rótulo, uma boa pedida! Encorpada, esta seria uma cerveja boa para uma noite romântica e pouco alcoólica, quase afrodisíaca, para poupar suas forças para mais tarde!

Karavelle - Cerveja do tipo Red Ale, um dos meus preferidos, porém sua coloração e texturas deixam a desejar. O sabor também parece mais "tostado" do que uma red ale genuína. Contudo, uma cerveja bem saborosa, e autêntica. Pode não ter caído nas graças do meu paladar, mas sua personalidade forte pode com certeza agradar o seu!

Cervejarias:
http://www.duvelmoortgat.be/index.php?id=en-maredsous
http://www.karavelle.com.br/
http://www.vilastgallen.com.br/interno/cervejaria.php

Fica a dica:
De todas estas 3, nenhuma se iguala ainda a qualidade das artesanais nacionais de boa qualidade, ou as trapistas, mas levando em consideração o valor financeiro... São ótimas escolhas para qualquer ocasião.

NOVA DEGUSTAÇÃO - CERVEJA YOUNG´S DOUBLE CHOCOLATE STOUT

cerveja stout chocolate degustacao

Cerveja para degustar e degustar e degustar. Momentos de prazer garantidos!

Mais uma cerveja que ganhei de um grande amigo em meu aniversário, esta Wells & Young´s realmente cumpre o que promete, portanto atenção ao rótulo!

Quando falamos de cerveja com chocolate, já imaginamos uma cerveja romântica, altamente bem aceita pelas mulheres, algo que lembre notas doces, confortáveis, e cremosas.
Se formos por esta linha de pensamento, você deverá provar uma Bohemia Chocolatier que é tudo isso e mais um pouco, conforme descrito neste blog pelo link citado, e esta Young´s irá te levar por um caminho inesperado. 

Dizemos atenção ao rótulo, porque com menor destaque, também está escrito que se trata de uma Stout, e toda a sua característica tão notável. 

Seu custo médio, gira em torno dos R$15,00 e é facilmente encontrada nas casas do ramo. 

Vamos a degustação:
Aroma com notas equilibradas de cacau, e grãos tostados, seco. 
Seu sabor não foge muito disso... 
Paladar dá mais destaque para o tostado, do que para o chocolate, ao contrário do que induz o rótulo, porém o chocolate não chega a ser tão suave ou discreto assim. Seu amargor é presente e acentuado, não deixando margem para que partes adocicadas se destaquem. 
Seu retrogosto segue na linha dos maltes tostados, e com um chocolate agora bem mais discreto, prevalece seu amargor seco. 

De espuma bem cremosa, e corpo nem tanto, sua coloração é negra semelhante a coloração café, é a cerveja indicada para pessoas que apreciam a linha Stout e cervejas mais fortes, mesmo apesar do seu teor ser relativamente baixo 5.2%. 

Fica a dica:
Não chega a ser considerada uma cerveja refrescante, apesar de teoricamente não se distinguir do segmento, e é mais indicada para climas mais frescos, amenos, e baixas temperaturas. Harmoniza bem com refeições quentes, especialmente sobremesas com sabor doce acentuado. Não combina com cítricos. Cerveja para se tomar entre 1 a 2 no máximo, mesmo entre os amantes da linha. Uma sobremesa romântica, com chocolate ao lente envolvido, é a deixa para combinar com uma boa Stout como essas, e sua noite terá um final feliz garantido! 

NOVA DEGUSTAÇÃO - CERVEJA WELLS BANANA BREAD BEER

cerveja frutada de banana

Cerveja diferente, que ganhei de aniversário de um amigo especial de longa data!
Esta Ale, já surpreende com as informações do rótulo. Você imagina: Cerveja de Banana???

Confesso que após uma breve pesquisa, não pude concluir exatamente em qual parte do processo, entra a banana. Se é após a fermentação e apenas acrescido suas propriedades, ou se é durante a fermentação.

Da cervejaria Wells & Youngs, esta importada chega para o consumidor final aqui do Brasil, em csas do ramo, em torno de R$15,00 a R$25,00.

Fato é que esta cerveja leva banana em sua composição, e surpreende pelo equilíbrio.

Quando falamos de uma cerveja e banana na mesma frase, já imaginamos uma coisa doce e cremosa em excesso, mas não é o caso.

Vamos aos pontos:

O aroma não é forte, e possui apenas notas discretas de banana. Ainda que levemente adocicado.
Já seu sabor, tem notas ainda mais discretas de banana, e ainda mais seco. Nada adocicado.
Seu amargor é presente, tão discreto quanto a banana. E seu equilíbrio pende mais para o amargo, do que para o doce. Mas dá quase um empate ai.
No primeiro gole, já é possível sentir também, as características padrão de uma Ale tradicional e seu sabor peculiar, ainda que, com um teor relativamente baixo, para as Ales concorrentes. Algo em torno dos 5,2%.
Coloração escura, bronzeada para marrom, de espuma na quantidade exata, e cremosidade na média, seu retrogosto ainda lembra pão e banana, dessa vez um pouco mais adocicado.

Em resumo, o conjunto é muito agradável, e este seu ingrediente tão distinto entre as cervejas, dá um destaque para aquela sessão pessoal de "cervejas para se degustar e sair da rotina".

Fica a dica:
Harmoniza após refeições, leves ou não, porém, deve vir antes ou até em substituição, a uma sobremesa. O doce de qualquer sobremesa, deixaria seu sabor bem amargo, devido a sua combinação de ingredientes. Se for combinar com outras cervejas, já que esta possui baixo teor, procure não misturar com cervejas de frutas, ou cítricas, e dê preferencia para cervejas mais tradicionais. Uma clara antes, e uma Stout após, é uma combinação perfeita para quem encara esta quantidade. Pode confiar, pois foi exatamente a sequência lá de casa neste final de semana. Ficou além das espectativas que já eram altas ;)

NOVA DEGUSTAÇÃO - CERVEJA ANNER LIBERTADORA


Cerveja do tipo Red Ale, esta cerveja tem sabores e textura típicos de uma red encorpada, mas com um sabor extremamente marcante.

Mais uma cerveja das duas que ganhei de um cliente, foi degustada logo após uma pizza, e caiu como uma luva.

Como toda cerveja gourmet artesanal forte, esta cerveja é para ser consumida em pequena quantidade (1 garrafa para cada indivíduo, por mais forte que ele seja) para que se mantenha gostosa e não "empapuce", com seu teor de 8%, coloração vermelhada e turva, muito cremosa, esta cerveja é daquelas com personalidade.

Com notas marcantes de uma tradicional Red Ale, ao melhor estilo Strong Beer, esta cerveja não é indicada para mulheres que gostam de uma cerveja das mais suaves. Pelo contrario.
Realmente forte até em seu sabor, esta cerveja chega a ter seu amargor como seu toque principal, e fortes notas de lúpulo.

Euu, particularmentee.. Adoro as Red Ales, então este peso todo não foi problema para mim, até achei muito saborosa, e diferente mesmo das suas irmas Reds, mas confesso que ela iniciou e encerrou minha noite... Depois ela não descia nenhuma outra. Deixou sua marca da degustação mesmo uma hora depois de ingerida, mesmo com o estomago abastecido. Especialmente no palato e no hálito.

Eu com certeza vou comprar novamente para tomar em outras oportunidades, mas precisa realmente ser uma noite especial, para tomar apenas uma, e partir para os próximos prazeres que a noite pode lhe trazer além da degustação de uma bebida. ;)

Fica a dica:
Nunca comece a experimentar um novo tipo de cerveja, como neste caso as Red Ales, por uma muito forte. Você pode não gostar e desistir de experimentar as outras concorrentes. Sempre inicie pelas mais suaves. entenda que mesmo dentro de um mesmo segmento, elas podem variar notavelmente entre as marcas. Esta do post, é uma Ale forte, indicada para apreciadores mais experientes. Torne-se um destes, e aprenda a apreciar com toda sua intensidade, esta bebida tão diversa. ;)

NOVA DEGUSTAÇÃO - GRAND CRU WEISS DOUBLE WITBIER

cerveja grand cruu weiss double witbier

Cerveja forte, cheia de personalidade. São as duas principais características desta Weiss.

Ganhei esta e uma Red Ale, de um cliente especial que fez uma gentileza e demonstrou seu carinho, pesquisando e enviando 2 cervejas diferentes, dentro dos dois tipos de cerveja que eu mais gosto, que são as Weiss e as Red Ales.

Esta cerveja em especial, uma Weiss, é uma das mais fortes que já provei. Em torno de 8,8% segundo o rótulo. E seu sabor não desmente seu alto teor.
Para mim, isso é ponto positivo, pois já estou ficando velho, e substituindo meus valores. Meu lema agora é beber menos, e beber melhor! Sem falar que também é uma questão de paladar. Gosto mais das mais fortes.

Alem de turva além do comum mesmo entre as demais Weiss, altamente cremosa, forma um colarinho na medida, e traz consigo notas claras de cítricos e frescor.

Eu diria que esta cerveja, entre suas semelhantes, é o oposto da Bohemia Weiss, sendo a Bohemia extremamente suave para sua composição, enquanto a Grand Cru chega ao extremo sabor, dentre as que já degustei.

Se você ficou se perguntando: _"Uma cerveja assim tão forte, deve ser também amarga"... Não errou completamente.
Ela tem um amargor nada sutil, mas ao menos para o meu paladar, continua sendo agradável, e isso não chega a incomodar.

Harmoniza muito bem com pratos leves, e ocasiões especiais, como em refeições românticas, onde você não vai passar horas bebendo, nem irá tomar uma caixa inteira, e uma única cerveja, lhe trará o álcool desejado, com um sabor especial.

Resumindo...
Para quem gosta tanto das Weiss como eu, esta cerveja se tornou inesquecível pelo seu grande destaque, com seu sabor tão marcante e forte, e ganhou pontos positivos, por mesmo com todo este peso, ainda é uma cerveja extremamente agradável de se degustar.

Fica a dica:
Cervejas de trigo, devem sempre ser acomodadas na posição horizontal durante seu resfriamento e armazenamento, pois tendem a acumular partes em sua posição mais baixa, que contém muito sabor, e deverá agregar todo o conteúdo para um perfeito equilíbrio da receita. Quando servir, por este mesmo motivo, deixe sempre uns 20ml na garrafa, e mexa a garrafa em movimentos circulares, para que todos estes resíduos se dissolvam novamente e agreguem a sua degustação. Beba com moderação qualidade! ;)

NOVA DEGUSTAÇÃO - LA TRAPPE (BLOND)



















Ja faziam meses que eu queria provar esta cerveja, afinal, sabia que era uma das melhores trapistas no mercado.

AVISO:
Este pode ser meu post de degustação de cerveja mais empolgado e menos técnico. Confira abaixo o porque: 


Vou direto ao assunto porque esta cerveja não tem muito mistério.

Não é das mais fáceis de abrir. Sua rolha de borracha, garante uma perfeita vedação, mas também alguma dificuldade para abrir.
Seu ponto negativo acabou aqui.

Na temperatura ideal (que não é trincando, para as cervejas artesanais), foi degustada com todo carinho (e tinha que ser assim, porque pagar R$42,00 em uma cerveja no mercado, não foi fácil).

Tão direto quanto este post, foi seu sabor.

Eu queria enrolar mais na descrição, e ser mais poético e bem humorado, mas não dá.
Ela é simplesmente, e complexamente saborosa, e muitooo gostosa.

Turva, bastante cremosa, equilibrio perfeito entre o doce e o amargo, com a espuma também na medida exata.

Todos os ítens que pondero em outras degustações, esta cerveja tem no ponto ideal.

Aroma quase neutro, lembra apenas notas de malte, e sabor próximo das melhores weiss existentes, é simplesmente a harmonia perfeita em forma de cerveja.

Se fosse caçar mais algum ponto negativo nesta cerveja, eu diria que talvezzzzzzzz pudesse ter um pouco mais de gás. Mas bem pouco mesmo.

Segue abaixo uma breve descrição da história desta cerveja emblemática:

Produzidas no monastério de "Onze Lieve Vrouw van Koningshoeven”, na província de North Brabant (Holanda), as cervejas La Trappe são autênticas trapistas e uma das únicas a possuir o selo fora da Bélgica.
O mosteiro foi fundado em 1881, por uma ordem trapista refugiada da França, e foi construído em uma pequena região silvestre rodeada de pequenas quintas e criações de ovelhas. Para subsistirem, os monges começaram a recuperar e cultivar a terra pobre de Koningshoeven.
Quando as atividades da quinta já não supriam as necessidades básicas, o monge superior decidiu começar a produzir cerveja. Este seria o começo da única cervejaria trapista holandesa e que hoje é a fonte de rendimento mais importante do mosteiro. A receita criada pelos monges tem proporcionado o prazer da tradicional cerveja La Trappe por mais de cem anos em um método que não envolve nada além de ingredientes puros e naturais: lúpulo, cevada, fermento e água, da fonte de Koningshoeven.
Atualmente, os monges proprietários da marca registrada La Trappe já não trabalham mais na sua produção, mas continuam de olhos atentos em todo o processo. Uma parte dos lucros provenientes das bebidas vai para os mosteiros na Indonésia e Uganda.
Mais informações no site oficial da La Trappe (em inglês): http://www.latrappetrappist.com
Fonte: http://www.clubedomalte.com.br/departamento/la-trappe
Fica a dica:
Perfeita harmonização com muitas coisas, como carnes, queijos, entre outros, mas eu indico mesmoo, que seja degustada uns 5 minutos depois de qualquer outra coisa. Ela merece ser a única atração do momento. Vale muito a pena!
Scroll to top